segunda-feira, 19 de junho de 2017

Estou tão cansada, mentalmente.
Sinto-me exausta. Nunca precisei tanto de parar. Mas estou na reta final. Como é que posso parar?
O último esforço, o derradeiro. Atingir o objetivo que cada vez vejo mais longe. Sinto-me fraca, débil de espírito, néscia. Tenho mil coisas para fazer, exames que nunca mais terminam. Pergunto-me a toda a hora porque é que para mim tem sempre de ser mais difícil, ou talvez seja só eu a achar isso. 
É preciso simplificar. Mas a pressão é uma merda.